Quinta-feira, 27 de Outubro de 2011

PRÓXIMA SESSÃO - CAFÉ DOS BLOGUES

A morte da blogosfera em debate

 

 

Hoje, quinta-feira, 27 de Outubro, às 19h, na Almedina do Atrium Saldanha

 

Discutir o fim dos blogues e a falta de tempo para a sua actualização são alguns dos tópicos da sessão de dia 27 de Outubro, quinta-feira, do “Café dos Blogues”. Com início às 19 horas, a conversa conta com os autores da blogosfera - “Homem a Dias”, de Alberto Gonçalves e o “Gato de Cheshire”, de Luciano Amaral -  convidados a reflectir sobre a temática. A entrada é livre e a moderação está a cargo da jornalista Carla Quevedo.

As mudanças importantes na blogosfera desde 2003, o aparecimento das redes sociais, a discussão política nos blogues e o seu contributo para o fim do “divertimento bloguístico” são algumas das propostas de debate de Carla Quevedo para esta sessão.

Alberto Gonçalves explica que criou o blogue “Homem a Dias”, para “partilhar ideias com o mundo”, que na altura não “cabiam” na coluna que escrevia no Correio da Manhã. O blogue “está parado há anos” e “o mundo nunca agradeceu”, confessa o blogger.

O caso de Luciano Amaral, autor do “Gato de Cheshire” é diferente: em 2003 foi convidado para fazer parte de um blogue colectivo, “que nunca chegou a funcionar”, mas, na altura, começou a “frequentar a blogosfera” e achou “graça à forma”. Como consequência, criou um blogue individual, que durou apenas um ano, mas que o projectou como cronista regular em jornais. “Desde então, tenho mantido uma actividade intermitente na blogosfera e, actualmente, tenho um blogue no qual apenas deposito os artigos que escrevo na imprensa”, explica Luciano Amaral.

Segundo a moderadora, a ideia “é debater a utilização destes meios de comunicação, com todos os problemas e as alegrias que a actividade implica”. Para além disso, o “Café dos Blogues” é “uma oportunidade para as pessoas saírem da frente do ecrã e conversarem de viva voz sobre questões que interessam a todos”, remata a colunista.

O “Café dos Blogues” realiza-se nas últimas quintas-feiras de cada mês e tem como objectivo debater presencialmente temas que interessam a bloggers, leitores de blogues e membros activos em redes sociais.
Insere-se na programação cultural da Livraria Almedina do Atrium Saldanha, chamada “Ciclo do Café”, que conta com a coordenação geral da jornalista e escritora Filipa Melo, onde se pretende debater ideias sobre temas como a política, os direitos, os blogues, o eu, e os clássicos.

Sobre Carla Quevedo:
É colunista no semanário Sol e no jornal Metro

Sobre Alberto Gonçalves:
É colunista da revista Sábado e do Diário de Notícias.

Sobre Luciano Amaral:
Nascido no Porto em 1965, é historiador económico, doutorado pelo Instituto Universitário Europeu de Florença, e ensina na Faculdade de Economia da Universidade Nova de Lisboa. Foi colunista regular de vários jornais. Colabora actualmente no Diário Económico e no Correio da Manhã. Blogger intermitente desde 2003. Não utilizador de redes sociais desde sempre.


Próxima sessão CAFÉ DOS BLOGUES:
24 de Novembro, às 19h - Blogues Sapo, com Maria João Nogueira e Pedro Neves, e “Bicho Carpinteiro”, Hidden Persuader

publicado por bloguedoscafes às 12:37
link do post | comentar | favorito
Terça-feira, 25 de Outubro de 2011

Café e Letras - Comunidade de Leitores

Jacinto Lucas Pires é o convidado da Comunidade de Leitores da Almedina Atrium Saldanha

26 de Outubro, às 19h

 

A Livraria Almedina do Atrium Saldanha acolhe a troca de ideias acerca do terceiro romance do escritor, músico e dramaturgo, Jacinto Lucas Pires, intitulado “O Verdadeiro Ator”O autor está presente nesta sessão da Comunidade de Leitores para responder às perguntas do público. Com entrada livre, a tertúlia conta ainda com a leitura paralela do livro “Ponto Ómega”, de Don DeLillo.

Jacinto Lucas Pires conta a história de uma personagem grotesca, o actor Américo Abril, confuso com os diversos papéis que desempenha na vida — pai cansado, artista sem inspiração, marido pisado e amante infeliz — e no cinema — onde encarna Paul Giamatti, o seu alter-ego.

Numa escrita cinematográfica, Jacinto Lucas Pires volta a afirmar-se como uma das vozes mais bem articuladas da sua geração.

Com moderação da jornalista Filipa Melo, os encontros da Comunidade de Leitores realizam-se sempre na primeira e última quarta-feira de cada mês, num ambiente informal, partilhando a experiência de leitura prévia de um livro de ficção e, em conjunto, o reler em voz alta, analisar, discutir e relacionar com outras leituras paralelas e com a experiência de vida de cada um.

A Comunidade de Leitores insere-se na programação cultural da Livraria Almedina do Atrium Saldanha, chamada “Ciclo do Café”, onde se pretende debater ideias sobre temas como a política, os direitos, os blogues, o eu, e os clássicos.

Sobre o autor:

Jacinto Lucas Pires (1974) estudou Direito na Universidade Católica de Lisboa e Cinema na New York Film Academy. Publicou o seu primeiro livro em 1996 e trabalha como dramaturgo e cineasta. A sua obra encontra-se publicada em português pelos Livros Cotovia e também em espanhol, croata e tailandês. Várias peças suas estão traduzidas em francês, espanhol, inglês e norueguês. Em Portugal, os seus textos foram encenados por Manuel Wiborg, Ricardo Pais, Marcos Barbosa e João Brites. Alguns dos seus contos foram incluídos em colectâneas na Alemanha, em França, em Itália, na Bulgária, no Brasil e em Espanha. Tem contos em várias antologias portuguesas. Escreveu e realizou duas curtas-metragens: Cinemaamor (1999) - prémio cine-clube no Festival de Cinema Luso-Brasileiro de Santa Maria da Feira - e B.D. (2004). Obras de Jacinto Lucas Pires publicadas no estrangeiro: Azul-turquesa: Espanha (editora Hiru), Croácia (Mlinarec & Plavic´), Brasil (Gryphuseiro) Livro usado: Brasil (Gryphus), Universos e Frigoríficos: Tailândia (Namee Books) Octávio no Mundo: Noruega (Det Åpne Teater) Figurantes: França (Les Solitaires Intempestifs, Éditions)

Próximas sessões:
A Opereta dos Vadios
Francisco Moita Flores
2 e 30 de Novembro, 19h
Leitura paralela:
Cemitério de Praga, Umberto Eco

Uma Viagem à Índia
Gonçalo M. Tavares
7 e 15 de Dezembro, 19h
Leitura paralela:
Kyoto, Yasunari Kawabata

publicado por bloguedoscafes às 09:00
link do post | comentar | favorito
Terça-feira, 18 de Outubro de 2011

CORMAC MCCARTHY - NÓS E OS CLÁSSICOS

No dia 20 de Outubro, às 19h.,

 

na Livraria Almedina Atrium Saldanha,

 

 

o CAFÉ E LETRAS-NÓS E OS CLÁSSICOS

 

 

recebe o tradutor

 

PAULO FARIA

 

para falar sobre

 


 

MERIDIANO DE SANGUE de CORMAC MACCARTHY



Meridiano de Sangue é uma obra tida por muitos como um romance épico, onde Cormac McCarthy reinventa a mitologia do Oeste Americano. Paulo Faria, tradutor de várias obras do autor norte-americano, falará do seu contacto com esta e outras obras de McCarthy, num ambiente informal e convidativo.

O objectivo das sessões de “Nós e os Clássicos” é responder às relações possíveis entre os grandes livros e as grandes questões da actualidade.


Sinopse:
Meridiano de Sangue baseia-se em acontecimentos históricos ocorridos na fronteira entre os EUA e o México, em meados do séc. XIX. O autor subverte as convenções do romance e a mitologia do «Oeste selvagem» para narrar a violência da expansão americana, através da personagem do juiz Holden, que nunca dorme, gosta de dançar, viola crianças dos dois sexos e afirma que não há-de morrer.

Sobre Cormac McCarthy:
Nasceu em Rhode Island, em 1933. Estudou na Universidade do Tennessee, que deixou para ingressar na Força Aérea. Vive, actualmente, em Santa Fé, no sul dos Estados Unidos, com a mulher o filho. É autor de diversos romances, como “O Filho de Deus”, “O Guarda do Pomar”, “A Estrada”, “Este país não é para velhos” e “Meridiano de Sangue”. O seu romance preferido é Moby Dick, de Herman Melville. Recebeu o Prémio Pulitzer em 2007.

Sobre Filipa Melo:
Trabalha desde 1990, como jornalista especializada na área de Cultura/Literatura, trabalhou como repórter (Visão, Expresso, Grande Reportagem, Ler, JL, O Independente, Escrita em Dia/ SIC), editora (Livros de Portugal/APEL, Mil Folhas/Público, Oriente/ SIC Notícias, Magazine e Magazine Livros/ RTP2), crítica e comentadora (Acontece e Jornal2, RTP2) e consultora (Câmara Clara, RTP2). Actualmente, assina crítica literária no jornal Sol e na revista Ler e assina a autoria, edição e apresentação do programa Nós e os Clássicos, em exibição na Sic Notícias. Recebeu o Prémio Nacional de Cultura Sampaio Bruno em 1996. O seu primeiro romance, Este É o Meu Corpo (Temas e Debates/Sextante) foi publicado em Portugal em 2001 e, nos anos seguintes, em Espanha, França, Itália, Polónia, Croácia, Eslovénia e Brasil. Os seus contos encontram-se publicados em diversas publicações e antologias portuguesas e internacionais.

publicado por bloguedoscafes às 15:10
link do post | comentar | favorito

CAFÉ DO EU - O AMOR

No dia 19 de Outubro, às 19h.

na Livraria Almedina Atrium Saldanha,

o Café do Eu discute

O AMOR

 

A Livraria Almedina Atrium Saldanha recebe mais uma sessão do “Café do Eu”, no dia 19 de Outubro, pelas 19h. Com entrada livre, o tema “O Amor” será abordado pela psicanalista Manuela Harthley e do filósofo Nuno Nabais.

Com coordenação e moderação de Manuela Harthley e Nuno Nabais, o principal objectivo do “Café do Eu” é reflectir, discutir e trocar experiências sobre quem somos e como somos, à luz da filosofia e da psicanálise.


Próxima sessão:
16 de Novembro, às 19h - O CIÚME

Por NUNO NABAIS:
Qual o principal objectivo do "Café do Eu"?
Ao juntar uma psicanalista e um professor de filosofia em conversas mensais numa livraria era inevitável que todos os abismos do Eu se tornassem subitamente em temas urgentes. Freud, mas também Klein, Winnicott, Bion desenham o horizonte teórico das abordagens clínicas.  Em filosofia podemos partir de uma referência mais arcaica. Começamos em  Platão, Aristóteles, Epicuro, Séneca para convocar também pensadores contemporâneos como Rancière ou Sloterdijk. Nos dois domínios,  procuramos reconstituir as formulações mais monumentais de alguns dos grandes temas da subjectividade de modo a os enraizar no quotidiano dos participantes. Muitas das vezes a perspectiva psicanalítica e a aproximação filosófica entram em choque. Esse é o preço a pagar pelo desejo de levar até às últimas consequências os paradoxos teóricos da felicidade, do amor, do narcisismo, da beleza, etc. 
Que tópicos serão abordados na sessão do "Amor"? E do "Ciúme"?
Estas sessões são aquelas onde a psicanálise e a filosofia estão mais perigosamente próximas. As experiências do Amor e do Ciúme, que organizam os dois momentos fundadores da cultura ocidental - o momento Platão e o momento Shakespeare -  foram pensadas de forma revolucionária no início do sec.XX por Freud. A partir de uma compreensão alargada do erotismo (tanto nas suas delícias como nas suas torturas e mecanismos de censura e perversão)  Freud  obrigou a filosofia a entrar em domínios do humano até então considerados impensáveis. Tentaremos reconstituir alguns deles, como a natureza do prazer, o estatuto da família monogâmica, as figuras da paternidade/maternidade.
Breve curriculum 
Nuno Nabais. Professor do Departamento de Filosofia da Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa. Publicou livros sobre Nietzsche e Husserl. Fundador e responsável pela Fábrica de Braço de Prata -  Livraria, Galeria de Arte, Salas de Concertos.
publicado por bloguedoscafes às 15:03
link do post | comentar | favorito
Terça-feira, 11 de Outubro de 2011

O regresso do CAFÉ DA POLÍTICA

Amanhã, quarta-feira, 12 de Outubro, pelas 19h,

na Livraria Almedina Atrium Saldanha,

 

discute-se

 

A importância da influência na Política 

Com ANTÓNIO CUNHA VAZ

 

António Cunha Vaz é um dos mais influentes jogadores do tabuleiro político português. Dono de uma empresa de comunicação com presença em vários países, alia o lobbying político ao económico. E sobre essa temática que o empresário vai falar na sessão da Almedina, dedicada à importância da influência na política.

Luís Osório explica que o objectivo do “Café da Política” passa por “conseguir encontrar um espaço de discussão onde a Política possa ser falada sem reticências”. Para além disso, o coordenador e moderador da iniciativa compromete-se a “estimular o pensamento de todos os que a ele assistirem – com novas ideias, provocações, polémica e inteligência”, numa interacção permanente com as pessoas.

O “Café da Política” é um contributo para o regresso à Política e conta com a coordenação e moderação de Luís Osório.

Sobre Luís Osório
Tem uma formação jornalística com experiência em televisão, rádio e imprensa escrita. Ganhou vários prémios de imprensa, tem livros publicados, realizou documentários, encenou uma peça de teatro, foi comentador político, fez parte de comissões governamentais, dirigiu um jornal e uma estação de rádio.

Sobre António Cunha Vaz
Presidente e Managing Partner da Cunha Vaz & Associados, acumula uma vasta experiência na gestão da Comunicação de diversas empresas e instituições. Foi quadro do Parlamento português, membro do gabinete do secretário de Estado dos Negócios Estrangeiros e Cooperação, funcionário da Comissão Europeia, consultor do Laboratório Nacional de Engenharia Civil e da Espírito Santo Commerce para assuntos europeus, professor convidado de direito comunitário, quadro do grupo Banco Comercial Português e administrador da Oni. Autor de diversos livros e trabalhos técnicos sobre assuntos europeus, autor e apresentador de vários programas de televisão, foi colunista semanal do "Diário Económico" e escreve regularmente em diversos órgãos de Comunicação Social. Licenciado em Direito pela Universidade de Lisboa, cursou o programa de gestão para executivos no INSEAD, frequentou um curso de pós-licenciatura em Relações Internacionais na Université Libre de Bruxelles e uma pós-graduação em Economia Europeia no ISEG.

 

CAFÉ DA POLÍTICA

 

Sempre, na segunda quarta-feira de cada mês

Moderador: Luís Osório

 

A política é uma pedra atada ao pescoço da literatura.

A política é um tiro a meio de um concerto.

Stendhal


 

Próximas sessões: 

9 de Novembro, às 19h: Política e  Diplomacia: segredos e mentiras, com Ana Gomes

 

14 de Dezembro, às 19h: Os donos da opinião têm verdadeiro poder? com Luís Delgado e Carlos Magno

publicado por bloguedoscafes às 13:39
link do post | comentar | favorito

PRÓXIMA SESSÃO - CAFÉ E LETRAS, COMUNIDADE DE LEITORES

Nesta quinta-feira, dia 13, às 19H, na Livraria Almedina do Atrium Saldanha,

O Verdadeiro Ator, de Jacinto Lucas Piresé a obra em debate na Comunidade de Leitores

 

A Livraria Almedina do Atrium Saldanha acolhe a troca de ideias acerca do terceiro romance do escritor, músico e dramaturgo, Jacinto Lucas Pires, intitulado “O Verdadeiro Ator”. Esta sessão da Comunidade de Leitores serve como preparação para o encontro de dia 26 de Outubro, que inclui a presença do autor, e conta ainda com a leitura paralela do livro “Ponto Ómega”, de Don DeLillo.

Jacinto Lucas Pires conta a história de uma personagem grotesca, o actor Américo Abril, confuso com os diversos papéis que desempenha na vida — pai cansado, artista sem inspiração, marido pisado e amante infeliz — e no cinema — onde encarna Paul Giamatti, o seu alter-ego.

Numa escrita cinematográfica, Jacinto Lucas Pires volta a afirmar-se como uma das vozes mais bem articuladas da sua geração.

Com moderação de Filipa Melo, os encontros da Comunidade de Leitores realizam-se sempre na primeira e última quarta-feira de cada mês, num ambiente informal, partilhando a experiência de leitura prévia de um livro de ficção e, em conjunto, o reler em voz alta, analisar, discutir e relacionar com outras leituras paralelas e com a experiência de vida de cada um.

Esta é a mais antiga Comunidade de Leitores activa numa livraria portuguesa, afirmando-se como o espaço, por excelência, de todos aqueles que gostam de ler e querem conhecer pessoalmente os autores da literatura portuguesa contemporânea. Na última sessão de cada mês, estará sempre presente o autor em destaque.

Activa há 5 anos, a Comunidade de Leitores Almedina Saldanha contou já com a presença de 48 autores da literatura portuguesa, para a discussão de 146 livros.

A Comunidade de Leitores insere-se na programação cultural da Livraria Almedina do Atrium Saldanha, chamada “Ciclo do Café”, onde se pretende debater ideias sobre temas como a política, os direitos, os blogues, o eu, e os clássicos.

Próximas sessões:
O Verdadeiro Ator
Jacinto Lucas Pires
26 de Outubro, 19h
Leitura paralela:
Ponto Ómega, Don DeLillo

A Opereta dos Vadios

Francisco Moita Flores
2 e 30 de Novembro, 19h
Leitura paralela:
Cemitério de Praga, Umberto Eco

Uma Viagem à Índia
Gonçalo M. Tavares
7 e 15 de Dezembro, 19h
Leitura paralela:
Kyoto, Yasunari Kawabata

Sobre o autor:
Jacinto Lucas Pires (1974) estudou Direito na Universidade Católica de Lisboa e Cinema na New York Film Academy. Publicou o seu primeiro livro em 1996 e trabalha como dramaturgo e cineasta. A sua obra encontra-se publicada em português pelos Livros Cotovia e também em espanhol, croata e tailandês. Várias peças suas estão traduzidas em francês, espanhol, inglês e norueguês. Em Portugal, os seus textos foram encenados por Manuel Wiborg, Ricardo Pais, Marcos Barbosa e João Brites. Alguns dos seus contos foram incluídos em colectâneas na Alemanha, em França, em Itália, na Bulgária, no Brasil e em Espanha. Tem contos em várias antologias portuguesas. Escreveu e realizou duas curtas-metragens: Cinemaamor (1999) - prémio cine-clube no Festival de Cinema Luso-Brasileiro de Santa Maria da Feira - e B.D. (2004). Obras de Jacinto Lucas Pires publicadas no estrangeiro: Azul-turquesa: Espanha (editora Hiru), Croácia (Mlinarec & Plavic´), Brasil (Gryphuseiro) Livro usado: Brasil (Gryphus), Universos e Frigoríficos: Tailândia (Namee Books) Octávio no Mundo: Noruega (Det Åpne Teater) Figurantes: França (Les Solitaires Intempestifs, Éditions)

publicado por bloguedoscafes às 13:38
link do post | comentar | favorito
Segunda-feira, 3 de Outubro de 2011

PRÓXIMA SESSÃO - CAFÉ DOS DIREITOS

 

Que fazer em caso de detenção ou prisão?


6 de Outubro, às 19H00

Moderação: Olga Landim

Advogada, ex-formadora da Ordem dos Advogados em Direito Penal.

 

 

Essencial à vida em sociedade, o Direito define direitos e deveres entre as pessoas e visa a resolução de conflitos de interesse. Onde está a sociedade, ali está o direito. Mas como pode um leigo ter pleno conhecimento dos seus direitos e deveres de forma a viver melhor com os outros e a tomar as melhores decisões relativamente à sua vida? As respostas passam pelo CAFÉ DOS DIREITOS, espaço de informação jurídica relevante para o cidadão comum, exposta por especialistas de forma actual, rigorosa e acessível, com coordenação de Edgar Valles, advogado, formador do Conselho Distrital de  Lisboa da Ordem dos Advogados na área de Processo Civil, responsável  do consultório jurídico do Público Online e autor de vasta bibliografia na área do Direito. Do trabalho à família, ao consumo, à segurança social, ao arrendamento ou aos impostos... Todas as suas perguntas têm resposta. No CAFÉ DOS DIREITOS, ciclo de formação livre para defesa dos direitos do cidadão.

 

CAFÉ DOS DIREITOS

 

SEMPRE NA PRIMEIRA QUINTA-FEIRA DE CADA MÊS

 

Liberdade é o direito de fazer tudo o que a lei permite.

Charles de Montesquieu

 

Coordenador: Edgar Valles


 

PRÓXIMAS SESSÕES:

 

O que mudou nas leis do trabalho?

3 de Novembro, 19H00

Moderação: Fausto Leite

Advogado, especialista em Direito do Trabalho. Autor do guia «Trabalho» e do «Formulário de Direito do Trabalho».

 

Como se defender de práticas comerciais enganosas?

23 de Novembro, 19H00

Moderação: Ana Paula Barros

Advogada, autora do guia «Consumo».

Nota: Sessão antecipada devido ao feriado do dia 1 de Dezembro

 

publicado por bloguedoscafes às 17:11
link do post | comentar | favorito

.mais sobre mim

.pesquisar

.posts recentes

. Próximo Café da Política ...

. Próxima sessão: Café do E...

. ...

. FERNANDO PESSOA POR JERÓN...

. HOMENAGEM A JOSÉ SARAMAGO

. O REGRESSO DO CAFÉ DA POL...

. ...

. O REGRESSO DO CAFÉ DO EU

. O REGRESSO DO CAFÉ DOS DI...

. PRÓXIMA SESSÃO: NÓS E OS ...

.arquivos

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

.links

.Ligações

A Arte da Fuga

A Barbearia do Senhor Luís

A Causa Foi Modificada

A Civilização do Espectáculo

A Destreza das Dúvidas

A Douta Ignorância

A Montanha Mágica

A Natureza do Mal

A Origem das Espécies

A Senhora Sócrates

A Terceira Noite

A 1 metro do chão

ABC do PPM

Abrupto

Albergue Espanhol

Almocreve das Petas

Amor e Outros Desastres

Arcádia

Arrastão

Aspirina B

Avatares de um desejo

Bandeira ao Vento

Bairro Melancómico

Beira-Tejo

Bibliotecário de Babel

Bic Laranja

Bicho Carpinteiro

Blasfémias

Blogue de Direita

Câmara de Comuns

Câmara dos Lordes

Cartas do Meu Moinho

Causa nossa

Cibertúlia

5 Dias

Circo da Lama

Clube das Repúblicas Mortas

Complexidade e Contradição

Contra a Corrente

Corta-Fitas

Córtex Frontal

Da Literatura

Delito de Opinião

Desesperada Esperança

Devaneios

Distúrbios Elementares

Don Vivo

É tudo gente morta

Era Uma Vez na América

Espumadamente

Estado Sentido

F World

Gato do Cheshire

Horizonte Artificial

Farmácia Central

Fio de Prumo

Gravidade Intermédia

Hoje Há Conquilhas

Horas Extraordinárias

Impensável

Impertinências

Irmão Lúcia

Jacarandá

Joel Neto

Jonasnuts

Jovens do Restelo

Jugular

Ladrões de Bicicletas

Léxico Familiar

Ler

Lóbi do Chá

Lucy Pepper

Lugares Comuns

Mar Salgado

Margens de Erro

Meditação na Pastelaria

Memória Virtual

Menina Limão

Minoria Ruidosa

Miss Pearls

Mood Swing

Nortadas

O Cachimbo de Magritte

O Carmo e a Trindade

O Diplomata

O Escafandro

O Insurgente

O Jansenista

O Jardim Assombrado

O Silêncio dos Livros

O Tempo das Cerejas

Os Comediantes

Os Tempos e as Vontades

Palavrossavrvs Rex

Pastoral Portuguesa

Pedro Rolo Duarte

Portugal dos Pequeninos

Provas de Contacto

Rititi

Rui Zink

Rulote

Shakira Kurosawa

Sound+Vision

Suction with Valcheck

The Sock Gap

31 da Armada

Um Homem na Cidade

União de Facto

Vasco Campilho

Vastulec

Vida Breve

Vontade Indómita

Voz do Deserto

blogs SAPO

.subscrever feeds